Contas a ajustar na final da Copa do Brasil

4 06 2009

Por Hugo Mendes

A final da Copa do Brasil deste ano entre Corinthians e Internacional colocará frente a frente dois dos melhores e mais vitoriosos times da atualidade, ambos com desfalques importantes, Nilmar André Santos, servindo a seleção brasileira. O campeão paulista, do astro Ronaldo, e o campeão gaúcho do craque argentino D’Alessandro, escreverão novos episódios para um confronto que guarda uma série de polêmicas que trazem alegrias e tristezas para ambos os lados.

Os colorados até hoje não engoliram a perda do Brasileirão de 2005, que ficou marcado pelo lamentável episódio protagonizado pelo árbitro Edílson Pereira de Carvalho, a chamada máfia do apito. Caso os 11 jogos apitados por ele não tivessem sidos anulados pelo STJD e repetidos por causa da confissão de que havia sido contratado por um grupo de apostas, o Internacional seria o campeão. Mas o Corinthians terminou a competição na frente, depois de ter jogado novamente dois clássicos que havia perdido para Santos e São Paulo respectivamente e somando quatro pontos, conquistou o título nacional.

Além disso, no jogo entre Corinthians e Internacional, no Pacaembu, pela antepenúltima rodada daquele Brasileirão, o árbitro Márcio Rezende de Freitas deixou de marcar um pênalti claro do goleiro Fabio Costa em Tinga e ainda expulsou o meia colorado. O jogo terminou empatado em 1 a 1, resultado que manteve o Timão na liderança. O próprio presidente corintiano na época, Alberto Dualib, admitiu depois que o Inter foi prejudicado em 2005.

Mas os corintianos também têm sérias reclamações contra o Internacional. No ano que em que foi rebaixado para a Série B, em 2007, o Corinthians poderia ter escapado se o time gaúcho tivesse ao menos empatado com o Goiás no Serra Dourada, pela última rodada. Porém, o Inter escalou um time reserva e acabou sendo derrotado por 2 a 1. A equipe paulista havia chegado aos 44 pontos ao empatar com o Grêmio no Olímpico, mas ficou a um ponto da equipe goiana e acabou rebaixado.

Outro detalhe para apimentar a final da Copa do Brasil é que o Inter não perde para o Corinthians desde o returno do Campeonato Brasileiro de 2003, quando o time paulista venceu no Pacaembu por 3 a 1. De lá para cá, foram três vitórias coloradas e cinco empates, sendo que no ano passado não houve jogo entre ambos porque o Corinthians estava na Série B.

Polêmicas à parte, o que se pode ter certeza é que a final da Copa do Brasil deste ano vai muito além de um duelo entre dois favoritos ao título. Enfim, os dois times decidirão um campeonato sem a interferência de terceiros, mostrando quem é realmente o melhor time do Brasil na atualidade.

Fonte: globoesporte.globo.com


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: